Citação – Hilda Hilst

“Quero ser lida em profundidade e não como distração, porque não leio os outros para me distrair, mas para compreender, para me comunicar.” – Hilda Hilst

Anúncios

#27 Com os Meus Olhos de Cão

Título: Com os Meus Olhos de Cão

Autora: Hilda Hilst

Primeira Publicação: 1986

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Globo (Selo Biblioteca Azul)

“Minha pobreza é a secura do espírito. Minha solidão é ter ficado prisioneiro daquele sentir no alto da colina e hoje só encontrar elos de areia, correntes de pó.”

(mais…)

Extrato Poético: Hilda Hilst

VI

Que as barcaças do Tempo me devolvam
A primitiva urna de palavras.
Que me devolvam a ti e o teu rosto
Como desde sempre o conheci: pungente
Mas cintilando de vida, renovado
Como se o sol e o rosto caminhassem
Porque vinha de um a luz do outro.

Que me devolvam a noite, o espaço
De me sentir tão vasta e pertencida
Como se as águas e madeiras de todas as barcaças
Se fizessem matéria rediviva, adolescência e mito.

Que eu te devolva a fome do meu primeiro grito.

Hilda Hilst in ‘Do Desejo’ (Editora Globo)