Dica – Cadernos de Literatura Brasileira

O Instituto Moreira Salles é uma entidade sem fins lucrativos de assistência à cultura do Brasil fundada pelo empresário e diplomata Walther Moreira Salles no início dos anos 1990. A organização, sediada em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, conta com preciosos acervos que abrangem as áreas de literatura, fotografia, iconografia, artes plásticas, música e cinema, organizando, preservando e divulgando conjuntos raros que abordam questões referentes à memória e à história do país.

Além da promoção de eventos e pesquisas e dos lançamentos em vídeo, o IMS publica livros, revistas e catálogos criados a partir de seus tesouros, também coeditando impressos com outras instituições. Em relação ao aporte literário, propõe a disponibilização de documentos diversos do arquivo pessoal de Carlos Drummond de Andrade, Carolina Maria de Jesus, Ana Cristina Cesar, Paulo Mendes Campos, Erico Verissimo, Lygia Fagundes Telles, entre outros autores, para consulta em seu site, a coordenação de exposições, a reedição de obras raras, a impressão de volumes especiais em fac-símile e a manutenção de plataformas específicas, como o portal sobre Clarice Lispector.

Outra importante realização do Instituto é a série Cadernos de Literatura Brasileira, que começou a ser produzida em 1996. Trata-se de uma coleção de grandes compêndios centrados em alguns escritores basilares de nossas letras,  destacando a pluralidade de vozes e tradições da prosa e da poesia nacionais, com artigos e ensaios de especialistas (críticos e amigos), manuscritos inéditos, registros fotográficos exclusivos e, por vezes, depoimentos e entrevistas cedidas pelos próprios perfilados, em cujo catálogo também entram nomes não pertencentes ao repositório do IMS, como Machado de Assis, Raduan Nassar, Hilda Hilst, João Guimarães Rosa, João Cabral de Melo Neto e Ariano Suassuna.

Dos 27 cadernos lançados, 11 estão disponíveis em formato digital, com o conteúdo liberado para leitura online e gratuita, incluindo o número divulgado em comemoração aos 10 anos da publicação, com um apanhado do melhor dos demais tomos. Vale a pena dar uma olhada e conhecer um pouco mais sobre a criação literária brasileira!

Anúncios

Citação – Hilda Hilst

“Quero ser lida em profundidade e não como distração, porque não leio os outros para me distrair, mas para compreender, para me comunicar.” – Hilda Hilst

#27 Com os Meus Olhos de Cão

Título: Com os Meus Olhos de Cão

Autora: Hilda Hilst

Primeira Publicação: 1986

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Globo (Selo Biblioteca Azul)

“Minha pobreza é a secura do espírito. Minha solidão é ter ficado prisioneiro daquele sentir no alto da colina e hoje só encontrar elos de areia, correntes de pó.”

(mais…)

Extrato Poético: Hilda Hilst

VI

Que as barcaças do Tempo me devolvam
A primitiva urna de palavras.
Que me devolvam a ti e o teu rosto
Como desde sempre o conheci: pungente
Mas cintilando de vida, renovado
Como se o sol e o rosto caminhassem
Porque vinha de um a luz do outro.

Que me devolvam a noite, o espaço
De me sentir tão vasta e pertencida
Como se as águas e madeiras de todas as barcaças
Se fizessem matéria rediviva, adolescência e mito.

Que eu te devolva a fome do meu primeiro grito.

Hilda Hilst in ‘Do Desejo’ (Editora Globo)