#82 O Matador

Título: O Matador

Autor: Patrícia Melo

Primeira publicação: 1995

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras

“Deus só pensa no homem quando tem que decidir como é que vai destruí-lo.”

(mais…)

Extrato Poético: Eucanaã Ferraz

Sob a Luz Feroz do Teu Rosto

Amar um leão usa-se pouco,
porque não pode afagá-lo
o nosso desejo de afagá-lo,
como tantas vezes cão ou gato
aceitam-nos a mão a deslizar
sobre seu pelo;
amar um leão não se devia,
agora que já não somos divinos,
quando a flauta que tudo
encantaria, gentes animais
pedras, nós a quebramos contra
a ventania; amar
um leão é só distância: tê-lo ao lado,
não poder beijá-lo, o deserto
que habita em torno dele;
era mais certo amar um barco,
era mais fácil amar um cavalo;
amar um leão é não poder amá-lo;
e nada que façamos adoça
o que nele nos ameaça se
amar um leão nos acontece:
à visão de nosso coração
ofertado, tudo nele se eriça,
seu desprezo cresce;
amar um leão, se nos matasse;
se nos matasse o leão que amamos
seria a dor maior, mais que esperada:
presas patas fúria cravadas em nossa carne;
mas o leão, que amamos,
não nos mata.

Eucanaã Ferraz in ‘Sentimental’ (Editora Companhia das Letras)

#78 Desmundo

Título: Desmundo

Autor: Ana Miranda

Primeira publicação: 1996

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras

Este mundo é um desterro e nós, estrangeiros.”

(mais…)

#74 A Teus Pés

Título: A Teus Pés

Autor: Ana Cristina Cesar

Primeira publicação: 1982

Modalidade: Poesia

Minha Edição: Editora Companhia das Letras (Selo Poesia de Bolso)

“Tarde aprendi
bom mesmo
é dar a alma como lavada.”

(mais…)

#54 Budapeste

Título: Budapeste

Autor: Chico Buarque

Primeira publicação: 2003

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras

“Naquele instante oco, com uma voz que não era a minha, lhe comuniquei: o autor do livro sou eu.”

(mais…)

#52 A Hora dos Ruminantes

Título: A Hora dos Ruminantes

Autor: José J. Veiga

Primeira publicação: 1966

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras

“Isso de mexer com quem tá quieto pode chamar tempestade.”

(mais…)

Extrato Poético: José Paulo Paes

morto
sem filho nem
árvore

livros só

enfim
a existência
feita essência:

José Paulo Paes in ‘Poesia Completa’ (Editora Companhia das Letras)

#42 O Centauro no Jardim

80183_ggTítulo: O Centauro no Jardim

Autor: Moacyr Scliar

Primeira publicação: 1980

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras (Selo Companhia de Bolso)

“Da cintura para baixo, sou um cavalo. Sou — meu pai nem sabe da existência desta entidade — um centauro. Centauro.”

(mais…)

#40 O Que É Isso, Companheiro?

Título: O Que É Isso, Companheiro?

Autor: Fernando Gabeira

Primeira publicação: 1979

Modalidade: Não Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras (Selo Companhia de Bolso)

“Meu Deus, sequestramos o embaixador dos Estados Unidos.”

(mais…)

Extrato Poético: Ana Cristina Cesar

Quartetos

Desdenho os teus passos
Retórica triste:
Sorrio na alma
De ti nada existe

Eu morro e remorro
Na vida que passa
Eu ouço teus passos
Compasso infernal

Nasci para a vida
De morte vivi
Mas tudo se acaba
Silêncio. Morri.

Ana Cristina Cesar in ‘Poética’ (Editora Companhia das Letras)

Extrato Poético: Waly Salomão

Câmara de Ecos

Cresci sob um teto sossegado,
meu sonho era um pequenino sonho meu.
Na ciência dos cuidados fui treinado.

Agora, entre meu ser e o ser alheio
a linha de fronteira se rompeu.

Waly Salomão in ‘Poesia Total’ (Editora Companhia das Letras)

#28 Agosto

Título: Agosto

Autor: Rubem Fonseca

Primeira Publicação: 1990

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras

“Afastou-se, com asco, do corpo sem vida sobre a cama ao sentir seu próprio corpo poluído pelas imundices expulsas da carne agônica do outro.”

(mais…)

Extrato Poético: Paulo Leminski

Poetas Velhos

Bom dia, poetas velhos.
Me deixem na boca
o gosto dos versos
mais fortes que não farei.

Dia vai vir que os saiba
tão bem que vos cite
como quem tê-los
um tanto feito também,
acredite.

Paulo Leminski in ‘Toda Poesia’ (Editora Companhia das Letras)

#24 Orfeu da Conceição

Título: Orfeu da Conceição

Autor: Vinicius de Moraes

Primeira Publicação: 1954

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras (Selo Companhia de Bolso)

“Só não morre no mundo a voz de Orfeu.”

(mais…)

#18 O Ventre

Título: O Ventre

Autor: Carlos Heitor Cony

Primeira Publicação: 1958

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Companhia das Letras

“Nós sempre fôramos amáveis um com o outro, principalmente quando nos detestávamos.”

(mais…)