#95 Flicts

Título: Flicts

Autor: Ziraldo

Primeira publicação: 1969

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Melhoramentos

“Não existe no mundo
nada que seja Flicts”

O mineiro Ziraldo continua sendo um dos mais conhecidos e aclamados escritores brasileiros que voltam sua produção ao público infantil e juvenil. Tal literatura foi desenvolvida com a mesma energia e criatividade com as quais ele iniciou a carreira no humor e nas artes gráficas, tratando o pequeno leitor com respeito e sensibilidade.  Nesse ínterim, Flicts é certamente um dos livros mais queridos e respeitados do autor, trazendo uma narrativa lúdica que se vale da manifestação de diversos elementos visuais em contato com o texto verbal.

A obra é centrada em Flicts, uma cor “muito rara e muito triste”, que não consegue se encaixar em nada no mundo. Por ser diferente e não apresentar atributos tão pomposos (como a imensidão do Amarelo e a força do Vermelho), ele é rejeitado pelas outras cores e por quem faz uso delas. Sentindo-se só, o personagem principal passa a procurar por um lugar que o pudesse abrigar, qualquer cantinho que o quisesse ser. Assim também busca pela companhia de algum amigo que o pudesse complementar. A angústia ligada à constante recusa acaba por mostrá-lo que, ainda que seja fora desse planeta, há sempre um espaço para todos, inclusive para aqueles mais incomuns.

O texto tem clara inspiração no discurso poético, com algumas passagens tomadas por aliterações, além do arranjo semelhante a versos e estrofes. A experimentação estética ainda envolve o projeto gráfico no processo de leitura, tornando o livro aberto ao diálogo entre diferentes linguagens. São as próprias cores, dada a sua disposição no decorrer das páginas, que formam as ilustrações, concebendo figuras geométricas, bandeiras, entre outras figuras. O aspecto cromático também acaba subvertendo a linearidade e o ritmo da trama, muito contribuindo para a carga lírica do escrito.

Em Flicts, a influência da arte concreta atualizou os modos e instrumentos de concepção e recepção da literatura para crianças. O explorar da percepção sensorial aguça a sensibilidade e a imaginação dos leitores, visto que as expressões visuais e verbais quase sempre estão relacionadas a algo abstrato.

O sujeito-cor protagonista, designado pelo narrador em terceira pessoa com constantes adjetivos negativos, é representado como um tom terroso e sem graça, colocado à margem da estrutura textual desde a primeira aparição. Aos poucos, vamos percebendo suas qualidades e boas intenções, tomando apreço por sua imagem, mais que pelas cores que já conhecemos e que fazem parte mais nitidamente de nossa realidade. A trajetória do personagem em busca de integração ao universo revela a importância da descoberta de si, do entendimento da própria identidade, acompanhando a ideia de que nossa significação não vem dos outros, mas de nós mesmos.

A bela realização plástica de Ziraldo se tornou um clássico absoluto de nossas letras e continua cativando várias gerações, despertando em muita gente um novo olhar para o que é diferente ou aparentemente irrisório.

____________________________________________________________

Musicoteca: Flicts (1980). Disco de Ziraldo e Sérgio Ricardo, com participação de MPB-4 e Quarteto em Cy.

O cantor e compositor Sérgio Ricardo recriou o livro de Ziraldo musicalmente com o apoio das vozes dos grupos MPB-4 e Quarteto em Cy. O disco, elogiado por Carlos Drummond de Andrade em crônica da época de seu lançamento, acompanha o drama de Flicts por meio de uma sonoridade deveras interessante, com influências que passeiam pelo samba e a bossa nova.

____________________________________________________________

Referências Utilizadas:

ZIRALDO. Flicts. São Paulo: Melhoramentos, 2012.
ISBN: 9788506005170

www.ziraldo.com

Anúncios
Deixe um comentário

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: