Listeratura: Carnaval na Literatura

Carnaval é o nome dado ao rito tradicionalmente ligado à Igreja Católica realizado nos três dias que precedem a quarta-feira de cinzas ou primeiro dia da Quaresma (que equivale a quarenta dias de jejum). Todavia, com o passar do tempo, essa festividade foi abarcando elementos que se faziam notórios na oposição ao tom sério e religioso de sua origem. No Brasil, o festejo adquiriu contornos culturais e de manifestação popular, sendo hoje um feriado oficial comumente ligado à imagem de carros alegóricos em desfiles temáticos, bonecos gigantes e coloridos,  foliões fantasiados, cobertos de confete e serpentina, dançando ao som de ritmos agitados (como o frevo, o axé e o samba) em bailes ou conglomerados de rua. Cada região do país foi reinterpretando a festa de acordo com sua história e costumes locais, contribuindo para sua bela e enorme diversidade. É claro que uma época tão importante para tantos brasileiros também iria fazer-se presente em nossa literatura, com diversos autores celebrando seu clima de alegria ou refletindo sobre seus aspectos sociais. Nesta perspectiva, convido-os a relembrar alguns livros nacionais que se relacionam ao Carnaval, trazendo-o como cenário ou elemento simbólico de grande importância.

___________________________________________________________________

10 – Arlequim de Carnaval – Ronaldo Correia de Brito e Assis Lima

Esta peça teatral mistura a commedia dell’arte italiana, a tradição dramática grega e a cultura brasileira para contar uma divertida história de amor em meio ao Carnaval recifense, com muito frevo e maracatu. Repleto referências à memória nordestina, o livro – que chegou a ganhar uma versão musicada por Antônio Madureira, criador do Quinteto Armorial – apresenta a figura de Arlequim, esperto folião que brinca e interfere no destino de todos a sua volta, inclusive no romance entre Pierrô e Colombina. Estes dois se apaixonam durante o festejo sem revelar a verdadeira identidade um ao outro, dando margem para o amigo sacana inventar lorotas e causar diversas confusões.
___________________________________________________________________

9 – Carnaval – João Gabriel de Lima

Nesta intrigante narrativa cheia de referências ao cinema, Pedro, um paulista cansado da rotina monótona como locador de DVDs, decide passar o Carnaval na capital carioca. Seu objetivo seria encontrar a amante, uma chef de cozinha famosa, e tentar passar os três dias de festa ao seu lado, mas acaba se misturando aos blocos de rua da Zona Sul. Em sua jornada naquela ensolarada cidade ele vai descobrindo diversos personagens que vão aos poucos mudando sua maneira de ver a vida e o mundo. Trata-se de um romance ao mesmo tempo vertiginoso e sensível, marcado por encontros e desencontros.
___________________________________________________________________

jooternura8 – João Ternura – Aníbal Machado

A obra póstuma de Aníbal Machado, publicada um ano após a morte do autor, centra-se na trajetória do protagonista-título, desde as circunstâncias que envolveram o seu nascimento até os dilemas da vida adulta. O livro casa toques de surrealismo com uma estrutura fragmentada que une memória, ficção e poesia, enfocando muitas vezes o inconsciente dos personagens. A última parte do romance se passa durante os três dias do Carnaval carioca, cenário que evidencia João Ternura como uma espécie de encarnação do povo brasileiro, representando suas perdas e ganhos, seus desejos e necessidades do corpo, sua vontade de justiça e liberdade, de consolidação política e cultural.
___________________________________________________________________

7 – Carnaval no Fogo – Ruy Castro

Neste livro, Ruy Castro discorre suas impressões sobre a Cidade Maravilhosa, não podendo deixar de lado sua maior festividade, que ganhou um espaço cativo no volume. A longa crônica faz um misto de narrativa ficcional, ensaio e estudo histórico para mapear o Rio de Janeiro em todos os seus prazeres e perigos desde os primórdios do século XVI. Trata-se de um trabalho de incrível fôlego que abarca todos os aspectos que tornaram a cidade conhecida internacionalmente: as praias, o samba, a bossa nova, o clima quente, o movimento artístico, o futebol, os criminosos, os botequins, o bom humor.
___________________________________________________________________

6 – Fim – Fernanda Torres

O Carnaval ocupa momentos marcantes na historia dos velhos amigos Álvaro, Sílvio, Ribeiro, Neto e Ciro, protagonistas do romance de estreia de Fernanda Torres. Entre tantas lembranças e passagens importantes da vida destes figurões cariocas, os bailes e blocos carnavalescos aparecem em passagens que mostram a vivacidade de um passado às vezes glorioso, às vezes frustrante, por meio de um humor sem superficialidade. A autora constrói um romance nada óbvio sobre a finitude e o poder dos laços de amor entre “machões”, unindo doses interessantes de graça e melancolia.
___________________________________________________________________

5 – O Canto da Sereia – Nelson Motta

O primeiro romance de Nelson Motta traça uma enigmática investigação à semelhança de grandes filmes do cinema noir. O livro gira em torno do detetive particular Agostinho “Augustão” Matoso, que tenta desvendar a conjuntura que envolveu o assassinato de Sereia Maria de Oliveira, musa do Carnaval baiano no auge da carreira, com legiões de fãs e shows lotados. A cantora é atingida por tiros em cima de um trio elétrico justamente na terça-feira de Carnaval, desencadeando um mistério que envolve diversos suspeitos da indústria da música e da vida pessoal da jovem, desde os produtores artísticos, passando pela empresária e o compositor, até a mãe de santo que ela consultava. Aqui, os personagens fictícios se misturam a personalidades famosas como Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, entre outros ilustres artistas que animam a folia de Salvador.
___________________________________________________________________

4 – Dona Flor e Seus Dois Maridos – Jorge Amado

É em um domingo de Carnaval que a narrativa deste ilustre romance de Jorge Amado começa: o malandro Vadinho, fantasiado de baiana, cai morto em meio a uma roda de samba, dando fim a à vida de boemia, para sofrimento de sua mulher, Dona Flor. Todavia, um ano depois, ela cede aos galanteios do cerimonioso farmacêutico Teodoro Madureira, com quem acaba se casando. É quando o fantasma do antigo marido passa a viver com o casal, tentando os desejos reprimidos da protagonista, que se vê em profunda contradição. O livro traça um retrato inventivo e bem-humorado do cotidiano em Salvador, elencando figuras e situações típicas da capital baiana.
___________________________________________________________________

3 – Carnaval – Manuel Bandeira

A poética de Manuel Bandeira muito converge para a temática do Carnaval, tanto que este festejo deu título a uma de suas mais importantes coletâneas. O livro apresenta, em grande parte de suas composições, uma mistura entre a tradição simbolista, elementos próprios da linguagem parnasiana e a eminente tentativa de libertação métrica. Percebemos que a manifestação cultural em questão torna-se uma pertinente matéria simbólica para o rompimento do autor com a forma regrada, permitindo ainda a utilização da ironia e do coloquial em seus versos. O poema que abre o volume, “Bacanal”, evoca Baco, Momo e Vênus, três divindades do universo pagão, jogando com a origem sagrada desse período festivo e a permissividade profana que ele então concede.
___________________________________________________________________

2 – Orfeu da Conceição – Vinicius de Moraes

Nesta “tragédia carioca”, Vinicius de Moraes transporta o mito de Orfeu para um cenário tipicamente brasileiro, em época de Carnaval. A peça narra em três atos a triste história do sambista que vive num morro do Rio de Janeiro, filho do músico Apolo e da lavadeira Clio. Ao se apaixonar pela linda Eurídice, o jovem desperta a raiva de Mira, sua ex-amante, que une-se a Aristeu contra a paixão do casal, culminando num final trágico aos moldes da tradição grega. Toda a história se passa durante o período de Carnaval, encerrando-se emblematicamente na quarta-feira de cinzas. A encenação desse texto acabou quebrando tabus e inaugurando amizades importantíssimas para o cenário cultural do Brasil.
___________________________________________________________________

1 – O País do Carnaval – Jorge Amado

O primeiro romance de Jorge Amado faz um retrato crítico e investigativo da imagem festiva que o Carnaval traz ao nosso país, a partir do olhar do personagem Paulo Rigger, um brasileiro que não se identifica com a cultura local. O retorno do personagem à terra natal depois de sete anos estudando em Paris é marcado por grande inquietação existencial, fazendo-o unir-se a um grupo de intelectuais de Salvador, com o qual passa a discutir principalmente questões políticas e sociais no tocante aos rumos do Brasil. Em meio a tantas reflexões, ele acredita que o festejo popular seja uma forma de alienação, apesar de a proximidade com o povo nos blocos de rua fazer com que sinta verdadeiramente a sua nacionalidade, de forma contraditória a suas convicções. Este livro chegou a ser  considerado subversivo pelo Estado Novo, tendo muitos exemplares queimados em praça pública.
___________________________________________________________________

> Menções honrosas:

Antes do Baile Verde – Lygia Fagundes Telles

O Carnaval dos Animais – Moacir Scliar

A Morte da Porta-Estandarte, Tati, a Garota e Outras Histórias – Aníbal Machado

Aula de Carnaval e Outros Poemas – Ricardo Azevedo

Sonho de Carnaval – Pedro Bandeira

O Carnaval dos Bichos Aloprados – Januária Cristina Alves

Carnaval – Carolina Rieger

Carnaval de Poesias – Sérgio Gramático Júnior

 ___________________________________________________________________

Lembrou de mais alguma obra não mostrada por aqui? Escreve lá embaixo nos comentários!

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: