#23 Tudo Que Você Não Soube

Título: Tudo Que Você Não Soube

Autora: Fernanda Young

Primeira Publicação: 2007

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora Ediouro

“Trata-se da vida da sua única filha, aquela que você jamais se interessou em conhecer, mesmo quando se tornou um caso de polícia.”

A roteirista e apresentadora Fernanda Young é uma das mais interessantes personalidades brasileiras. Muitos de seus posicionamentos incomodam e ao mesmo tempo despertam admiração. Como escritora, a carioca conseguiu construir um sólido caminho pautado em originalidade narrativa e personagens bem construídos. No seu sétimo romance, Tudo Que Você Não Soube, a autora se utiliza pela primeira vez de uma narração em primeira pessoa, criando um contato mais direto com as relações familiares conturbadas que retrata.

Os acontecimentos desvelados ao longo da obra são as reflexões de uma protagonista de meia idade, mãe de dois filhos e de casamento estável, que decide escrever uma carta para seu pai que está à beira da morte. Contando tudo o que ele não soube sobre sua vida, a mulher, que não é nomeada, apresenta um relato sincero a respeito da vida familiar e das circunstâncias que podem fazer com que “pessoas normais” cometam atos monstruosos.

A mulher em nenhum momento demonstra-se arrependida de algo, muito menos objetiva sua carta com algum perdão. Ela lida com suas feridas abertas com muito sarcasmo e frieza, destruindo o estereótipo que a vida e a sociedade fizeram-na engenhar. É como um grande desabafo.

A grande sacada do livro é o choque que ele traz: a personagem aparentemente equilibrada e dentro dos padrões esperados revela um passado desestruturado, perturbado pela insatisfação (não insanidade) que acabou dando vazão a um brutal impulso violento.

Com um ritmo ágil e linguagem coloquial, a obra foi feita para ser lido num só fôlego. A narrativa, rica em detalhes, acaba trazendo uma identificação e, de certa forma, algum nível de compaixão pela infelicidade e amargura da protagonista. Afinal, os problemas entre pais e filhos sempre existiram e existirão. A falta de estabilidade familiar pode causar danos irreversíveis tanto aos filhos quanto aos pais. Exteriorizando a raiva, ela acaba batendo de frente com a hipocrisia e cobranças que sempre a rodearam de forma até heroica.

O estilo de Young não tem nada de meloso; é forte, duro, direto. Uma pancada forte e inesquecível na cabeça do leitor.

____________________________________________________________

Referências Utilizadas:

YOUNG, F. Tudo que você não soube. Rio de Janeiro: Editora Ediouro, 2007.
ISBN: 8500022205

____________________________________________________________

Musicoteca: Luxúria (2006). Disco de Luxúria.

O som da Luxúria é uma ótima escolha para acompanhar a leitura de Tudo Que Você Não Soube. O álbum homônimo da banda, com faixas repletas de distorções de guitarras e letras que entoam aversões, muito combina com a atmosfera do livro de Fernanda Young.

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. #15 luxúria | 1001 Discos Brasileiros Para Ouvir Antes de Morrer

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: