Extrato Poético: Gregório de Matos

Segunda Impaciência Do Poeta

Cresce o desejo, falta o sofrimento,
Sofrendo morro, morro desejando,
Por uma, e outra parte estou penando
Sem poder dar alívio a meu tormento.

Se quero declarar meu pensamento,
Está-me um gesto grave acobardando,
E tenho por melhor morrer calando,
Que fiar-me de um néscio atrevimento.

Quem pretende alcançar, espera, e cala,
Porque quem temerário se abalança,
Muitas vezes o amor o desiguala.

Pois se aquele, que espera se alcança,
Quero ter por melhor morrer sem fala,
Que falando, perder toda esperança.

Gregório de Matos in ‘Obra Poética Completa’ (Editora Record)

Anúncios
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. tenho uma paixão enorme por literatura brasileira, por filmes nacionais também(mesmo muitos dizendo ser uma cultura pobre). Seu blog é maravilhoso, e de muito bom gosto. Parabéns.

    Grande beijo
    umanoitemparis.blogspot.com

    Responder
    • Muito obrigado, Nicole. A cultura brasileira não tem nada de pobre, muito pelo contrário. É ótimo conhecer outros apaixonados pela nossa arte. Espero que continue visitando o blog. Um forte abraço! :)

      Responder

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: