#08 Noite na Taverna

Título: Noite na Taverna

Autor: Álvares de Azevedo

Primeira Publicação: 1855

Modalidade: Ficção

Minha Edição: Editora L&PM

“Os copos caíram vazios na mesa.”

O ambiente noturno, cheio de degradações desta obra de Álvares de Azevedo não se vincula diretamente à vida do autor paulista, mas ao seu jovem imaginário fantasioso (o autor morreu muito precocemente, tendo seus escritos publicados postumamente) e pensamento influenciado pelos trabalhos do escritor inglês Lord Byron. Noite na Taverna é por muitos considerado como um livro de contos, apesar de haver um fio narrativo que une todas as suas histórias.

O enredo apresenta um grupo de homens que, reunidos em uma taverna, contam episódios macabros de suas vidas em meio ao efeito do vinho. A estrutura do livro é bem original e atrativa. O primeiro capítulo, narrado em terceira pessoa, vem traçar o ambiente da obra, escuro e povoado por bêbados e loucos, além de presentar os personagens: os jovens Solfieri, Bertram, Gennaro, Claudius Hermann e Johann. Cada um destes passa a contar uma história por capítulo, que recebe o nome do narrador-personagem. Todos os contos envolvem o fantástico, com acontecimentos sombrios e trágicos que giram em torno da morte e do amor. A linguagem é sofisticada, melancólica e pessimista, mas também dotada de poesia e encanto

Apesar de curta, a obra choca devido aos muitos momentos de violência, assassinato, necrofilia, incesto, canibalismo, entre outros temas, debatidos filosoficamente pelos personagens. Ademais, predomina a intenção de fugir da realidade na bebida e no hiperbólico. Os copos se esvaziam e os contos se lotam de fantasia.

Download gratuito do livro na biblioteca digital Domínio Público

____________________________________________________________

Referências Utilizadas:

AZEVEDO, A. Noite na taverna. São Paulo: L&PM, 2004.
ISBN: 9788525408648

BOSI, A. História concisa da literatura brasileira. São Paulo: Cultrix, 1994. pp. 110-113.

____________________________________________________________

Musicoteca: Krig-ha, Bandolo! (1973). Disco de Raul Seixas.

Indico para acompanhar a leitura da obra o som obscuro do mestre Raul Seixas. O disco Krig-ha, Bandolo! é o primeiro álbum de grande sucesso lançado pelo pai do rock brasileiro.

Anúncios
Deixe um comentário

1 comentário

  1. #05 krig-ha, bandolo! | 1001 DISCOS BRASILEIROS PARA OUVIR ANTES DE MORRER

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: